Google
Sábado, 27 de Setembro de 2008

Lançamento do Portátil Magalhães do e-escolinha


Foi morno o lançamento em Lisboa do Portátil Magalhães. Longe da pompa e circunstância a que o Engº Sócrates já nos habituou, o portátil "à prova de bomba", como lhe chamou o presidente da Venzuela, Hugo Chavéz, foi apresentado hoje ao público no auditório da loja Fnac do Colombo.

 

Computador Portátil Magalhães

 


Perante uma plateia de meia dúzia de membros do partido do Governo, uma dúzia de jornalistas e cerca de uma centena de espectadores, a representante da JP Sá Couto começou por apresentar sumariamente o hardware, recorrendo a uma apresentação PowerPoint, passando rapidamente a palavra ao representante da Porto Editora que apresentou o ponto forte do Portátil Magalhães em relaçao à concorrência: o conteúdo.

Física e tecnicamente semelhantes aos modelos que estão a ser distribuidos pelas escolas portuguesas, a J. P. Sá Couto lançou as primeiras duas edições do Computador Magalhães: "Descobrir" e "60 Minutos".

Se a primeira tem como público alvo os mais novos, a segunda foi pensada para um público alvo mais adulto. "Introdução aos computadores... em 60 minutos", "Internet... em 60 minutos" e "Word... em 60 minutos" são apenas alguns dos conteúdos que vão facilitar a vida de quem vai dar os primeiros passos no mundo da informática.

Dedicada aos menos experientes tecnologicamente, a edição "60 minutos" traz instalado o sistema operativo Microsoft Windows XP Home, os programas de aprendizagem rápida "... em 60 minutos", a Diciopédia, o anti-virus Kaspersky 7 e uma versão trial do Microsoft Office Pro.

Para os mais novos, aqueles que não estão contemplados pelo programa e-escolinha, a edição "Descobrir" também traz instalado o Microsoft Windows XP Home e a Diciopédia. Para além de muitos outros conteúdos, os mais pequenos terão ainda acesso a programas didáticos como o "Escola Virtual 68 lições 1º ciclo", "Descobrir com Zito Mosquito" ou "Descobrir com Guida a Margarida".

A partir de hoje o público vai poder adquirir por 285€ qualquer das edições, escolhendo a que se adapta às suas necessidades.

Foram postas à venda apenas 250 unidades em Lisboa e 250 unidades no Porto. Durante o fim-de-semana de 27 e 28 de Setembro, as lojas Fnac vão ter a exclusividade de ambas as séries do Portátil Magalhães. A partir de segunda-feira a disponibilidade estende-se a outras lojas, como Vobis, Worten, MediaMarkt ou Rádio Popular.

Para os que têm direito ao e-escolinha, há que aguardar pacientemente que os portáteis cheguem às escolas a zero euros para o escalão 1 de Accção Social Escolar, a 20€ para o 2º escalão e a 50€ para os restantes.

 

Mas fiquem atentos! Nos próximos dias vou colocar online as minhas impressões acerca da utilização do meu Computador Magalhães