Google
Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2007

Substituição de professores alvo de críticas

FNE e FENPROF alegam que o processo conduzido pelas escolas nos concursos para substituição de professores é burocrático e demorado e querem que seja restabelecido o recurso à lista nacional de graduação.

"O Ministério da Educação está a provocar uma grande confusão nas escolas e angústia nos professores". A afirmação é feita num comunicado divulgado pela Federação Nacional de Professores (FENPROF) e justifica-se pelo fim das colocações cíclicas no final do 1.º período.

Até aqui todo o processo era conduzido pelo Ministério da Educação. Um professor de baixa ou licença de maternidade, por exemplo, era substituído pelo docente desempregado com a graduação mais elevada, recorrendo à lista nacional de graduação. Desde o início deste mês, são as próprias escolas que têm que assegurar estas substituições através da contratação directa, com anúncios na imprensa e na Internet.
Categorias: