Google
Quarta-feira, 24 de Janeiro de 2007

Sintra inaugura o mais recente centro Ciência Viva

Próximo desafio dos centros da Agência Ciência Viva é tornarem-se ‘Casas de Ciência’, anuncia Mariano Gago, Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Um desafio lançado no dia em que Sintra inaugura um centro Ciência Viva.


O centro Ciência Viva de Sintra, inaugurado no arranque da semana da Ciência e Tecnologia, que se realiza entre 20 e 25 de Novembro, é o décimo terceiro de uma vasta rede que percorre todo o país, desde o norte, ao centro, sul e região autónoma da Madeira. Uma rede, que há dez anos era apenas um projecto e que hoje é um exemplo de divulgação e promoção da cultura científica no país, de acordo com Mariano Gago, Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.


Há dez anos «criar uma rede de centros Ciência Viva distribuída não era uma escolha óbvia. A escolha mais simples era a de criar dois centros, um no Porto e outro em Lisboa. Não foi essa a nossa opção. A nossa opção foi conciliar a necessidade de oferta de centros de Ciência Viva de grande dimensão junto do litoral e dos grandes centros urbanos», refere Mariano Gago, mas adianta que a opção foi «sobretudo, criar no resto do país centros de Ciência Viva que fossem por si só, não sucursais de outros, mas que valessem por si».


O centro Ciência Viva de Sintra, situado na antiga Garagem dos Carros Eléctricos em Sintra, um edifício construído em 1901 agora reabilitado, abrange três exposições interactivas temáticas, nomeadamente, o corpo humano, a água e as artes circenses. Para além disso, dispõe de um espaço exterior onde se localiza um Cyber Café e onde se pode assistir a experiências laboratoriais.

Categorias: