Google
Sexta-feira, 26 de Janeiro de 2007

Docentes denunciam irregularidades nas colocações em 2006

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) entregou ontem à tarde no Ministério da Educação (ME) um abaixo-assinado, subscrito por 15 mil docentes, que reivindica a realização de um novo concurso de colocação nas escolas em 2007.


No entanto, a ministra da Educação rejeita a realização de um novo concurso de professores em 2007. Com as novas regras introduzidas pela tutela o ano passado, os resultados do concurso de professores são válidos por três anos e não por um, como acontecia anteriormente, o que significa que o processo de colocação só deverá realizar-se novamente em 2009.


No entanto, a Fenprof exige a realização de um novo concurso ainda este ano, alegando que o anterior “ficou marcado por um anormal e extraordinário conjunto de irregularidades e ilegalidades, resultado do desaparecimento massivo de vagas e colocações”. A federação denuncia ainda a existência de colocações feitas por telefone, “à margem do concurso”, considerando que “da parte da tutela nunca houve o adequado esclarecimento da situação, nem a detecção das irregularidades detectadas”.
Categorias: